Leilão da Cemig Telecom é adiado para 8 de agosto


Justificativa da empresa controladora é de dar mais tempo para acesso a informações no data room e para melhor elaboração de propostas. O preço mínimo para o lote 1 foi estabelecido em R$ 335 milhões.

(Crédito: Shutterstock Sergign)

O leilão para venda da Cemig Telecom que estava previsto para o dia 25 deste mês foi adiado para 8 de agosto. Segundo a empresa, o objetivo de estender o prazo é o de conceder aos licitantes maior prazo para avaliarem a documentação no data room e garantir a elaboração de propostas econômicas mais adequadas e competitivas.

Há rumores, entretanto, de que a empresa teria atendido ao pedido feito por um grande grupo que se manifestou de última hora e ainda não estava listado entre os competidores.

15 grupos interessados no leilão que já foram listados. Estão entre eles as operadoras de telecom, provedores regionais, empresas de infraestrutura e fundos de investimentos. O interesse das operadoras é pelo lote 1 onde está a rede de banda larga nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, e seus clientes corporativos. Há ainda os equipamentos presentes nos POPs da Eletronet em Fortaleza (CE), Salvador (BA), Recife (PE) e Goiânia (GO).

O preço mínimo para o lote 1 foi estabelecido em R$ 335 milhões. Quem se interessar por esse lote terá também de fazer oferta para o lote 2. Já quem oferecer proposta para o 2 não precisa estar presente no primeiro lote.

Anterior Senado aprova aumento da potência para rádio comunitária
Próximos Japão diz ter evidências de práticas anticompetitivas da Apple