Leilão da banda de 3,5 GHz irá favorecer tecnologia nacional


A Anatel pretende lançar o edital de venda das frequências de 3,5 GHz ainda este semestre e o leilão irá trazer novidades, anunciou hoje o conselheiro da Anatel, Jarbas Valente, durante o 21º Encontro Tele.Síntese. Segundo ele, a agência irá estabelecer a obrigatoriedade de as vencedoras do leilão adquirirem equipamentos de WiMAX de tecnologia nacional, …

A Anatel pretende lançar o edital de venda das frequências de 3,5 GHz ainda este semestre e o leilão irá trazer novidades, anunciou hoje o conselheiro da Anatel, Jarbas Valente, durante o 21º Encontro Tele.Síntese. Segundo ele, a agência irá estabelecer a obrigatoriedade de as vencedoras do leilão adquirirem equipamentos de WiMAX de tecnologia nacional, desenvolvidos pelo CPqD e fabricados pela empresa WXbr. “ O Estado tem investido dinheiro, através do Funttel, para desenvolver a tecnologia nacional e precisamos assegurar que um percentual dos investimentos dos novos operadores seja alocado para essa tecnologia, para gerarmos escala”, afirmou.

Valente disse ainda que o Plano Geral de Metas de Competição (PGMC), em elaboração pela Anatel, irá também estabelecer obrigações de investimento em pesquisa e desenvolvimento no país para as operadoras com poder de mercado significativo (PMS). Essa licitação irá inovar porque pretende reservar um pedaço da faixa para a pequena empresa prover acesso ao usuário final. Além disso, afirmou Valente, a Anatel negocia com o BNDES alternativas para que o banco financie a juros bem menores (a exemplo do projeto implementado pelo governo de Minas Gerais) as grandes operadoras para ampliarem o backhaul em todo o país.

Anterior Alvarez nega uso de informação privilegiada no caso Telebrás
Próximos UOL reforça segurança de acesso ao site