Leilão da Anatel: AT&T disputa 30 bandas e leva só quatro


A AT&T, uma das maiores operadoras de telecom do globo, ainda não mostrou seu apetite pelo mercado brasileiro. A Sky, sua subsidiária de Tv paga comprada recentemente, entrou no leilão de frequência da Anatel sem qualquer entusiamo. Apresentou propostas para o lote C do leilão de frequências da Anatel apenas para três estados (Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás) e pela banda H, a de menor preço mínimo na faixa de 2.500 MHz (com 15 MHz). E  dos cerca de 30 lotes que disputou, levou apenas quatro no Rio de Janeiro. Em São Paulo e cidades perto de Brasília, ofereceu preços menores do que pequenos provedores locais e não levou nada.

No Rio de Janeiro, a empresa até parece ter errado na mão nos lances vitoriosos. Ofereceu pela banda H de 2.500 MHz (15 MHz) R$ 555 mil para a cidade de Rio das Ostras e R$ 143 mil para a cidade de Resende. Nas demais cidades, seus lances nunca ultrapassaram a quantia de R$ 20 mil. A empresa pode levar também a frequência das cidades cariocas de Queimados e Mesquita, a qual disputa sozinha.

Nas demais cidades, todas com mais de um interessado, a Sky perdeu tudo. Assim, ainda no Rio, a empresa perdeu as cidades de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Magé, Maricá.

Em São Paulo, perdeu todas as cidades onde entrou. São elas: Tietê, Votorantim, Tatuí, Suzano, Sorocaba, capital paulista, Salto, Ourinhos, Mogi das Cruzes, Marília, Itu, Jau, Jundiaí, Itapetininga, Cerquilho, Bragança Paulista, Botucatu, Boiatuna e Atibaia.

Além desses dois estados, a operadora disputou frequências em três cidades de Goiás, perto de Brasília, mas encontrou interessados que ofereceram preço maiores.

A lista divulgada hoje, 18, pela Anatel ainda não é a definitiva, pois falta a confirmação da documentação. Mas deverá mudar pouco.

Anterior Oi assina acordo de US$ 1,2 bilhão com banco chinẽs
Próximos Leilão de sobras: em São Paulo, disputa no lote C leva a ágios de até 3.280%