Lei das agências gera impasse entre governo e oposição


A liderança do governo quer votar o projeto de lei das agências reguladoras até amanhã (11), já a oposição deseja votar só depois do recesso parlamentar. O deputado Leonardo Picciani (PMDB/RJ), relator do projeto, disse que não vai fazer mais alterações no relatório e qualquer mudança poderá ser feita por meio de emendas. Entretanto, a …

A liderança do governo quer votar o projeto de lei das agências reguladoras até amanhã (11), já a oposição deseja votar só depois do recesso parlamentar. O deputado Leonardo Picciani (PMDB/RJ), relator do projeto, disse que não vai fazer mais alterações no relatório e qualquer mudança poderá ser feita por meio de emendas.

Entretanto, a oposição capitaneada pelo deputado Júlio Semeghini (PSDB/SP), prefere melhorar o texto antes de sua aprovação. Semeghini questiona as mudanças sugeridas para o telecomunicações, onde caberá ao Ministério das Comunicações a formulação de políticas para o setor, além de não concordar com os artigos que, se acabam com os contratos de gestão, deixam brechas para o Executivo controlar as agências. “A nossa proposta é obstruir a votação até que se consiga fechar um acordo entre todos os partidos ”, frisou Semeghini.

 

Anterior Alcatel-Lucent anuncia produto para TV Móvel
Próximos FNDC alerta para a liberdade de expressão