Latam tenta barrar joint venture entre Correios e Azul


A Latam apresentou manifestação ao Cade na qual se posiciona contra o acordo entre Azul e Correios para a formação de uma joint venture na área de logística. A informação é do jornal Valor Econômico. Também Fedex e Avianca já haviam se posicionado contra a parceria.

Para a Latam, a criação da joint venture vai fazer com que os Correios deixem de ser cliente das demais companhias aéreas, passando a contratar apenas a Azul. Esse fato resultaria, transcreve o jornal, em efeitos “deletérios ao mercado e que possam limitar concorrentes”.

A estatal e a Azul, por sua vez, defendem que o acordo envolve relações verticais “sem qualquer potencial ou incentivos de fechamento de mercado”. Na parceria, a Azul teria 50,01%, e os Correios, 49,99%. O Cade está colhendo subsídio para análise do caso, e ainda ouvirá nova defesa das empresas. (Com agências)

Anterior Serviços de informação e comunicação recuam 2,2% em julho
Próximos GSMA propõe agenda de TICs a candidatos à presidência do Brasil