Laptop de US$ 100: teste será em SP e RS.


O MEC já decidiu que os testes de campo com o XO, o computador educacional do projeto OLPC (One Laptop per Child), capitaneado por Nicholas Negroponte e desenvolvido pelo Massachussets Institute of Technologies (MIT), serão realizados em uma escola pública do Rio Grande do Sul, provavelmente Porto Alegre, e em outra de São Paulo, no …

O MEC já decidiu que os testes de campo com o XO, o computador educacional do projeto OLPC (One Laptop per Child), capitaneado por Nicholas Negroponte e desenvolvido pelo Massachussets Institute of Technologies (MIT), serão realizados em uma escola pública do Rio Grande do Sul, provavelmente Porto Alegre, e em outra de São Paulo, no interior do estado. Cada uma das escolas receberá 400 unidades que serão utilizadas por professores e alunos. Parte será usada apenas em sala de aula e parte dos alunos poderá levar o computador para casa, como parte da avaliação do projeto pedagógico envolvendo a aprendizagem com o auxílio da máquina e acesso a softwares educacionais e à internet. Nesses dois estados, o testes começam logo no início do ano letivo, já que as mil máquinas doadas pelo OLPC já estão no Brasil.

Já os 800 Classmate, doados pela Intel, só devem ser entregues no final de março e começo de abril. Segundo José Luiz Aquino, da assessoria especial da Presidência da República, os computadores da Intel deverão ser testados em cidades com cobertura wireless para conexão à internet, já que seu sistema de conexão à rede é tradicional: apenas recebem e transmitem sinais e, portanto, só se conectam à internet se houver cobertura de infra-estrutura de rede. Já os XO tem uma placa de rede no conceito Mesh que, além de receber e transmitir sinais, permite retransmitir para outro nó da rede, ou terminal. As cidades escolhidas deverão ser Outro Preto, em Minas Gerais, e Piraí, no Rio de Janeiro.

O terceiro computador educacional que será testado é o Mobilis, desenvolvido pela indiana Encore Software. Como são apenas 40 unidades, que deverão ser entregues este mês, elas serão testadas por uma turma em uma escola de Brasília. Lançado comercialmente em outubro de 2006, o preço do Mobilis, para encomendas de um milhão de máquinas, é de US$ 165 contra US$ 145 do XO. O Classmate deverá custar por volta de US$ 250.

Anterior Neutralidade da internet: a pressão aumentará este ano.
Próximos Cisco quer ser a nº 1 em redes residenciais