Lançamento do Iphone no Brasil depende só da Anatel, afirma a Claro.


Muitos meses antes do lançamento do iPhone no Brasil a Claro já contabiliza 100 mil clientes cadastrados em seu site, interessados em adquirir o aparelho da Apple. Em coletiva com a imprensa hoje, João Cox, presidente da Claro, braço brasileiro do grupo mexicano América Móvil, afirmou que o telefone foi liberado, e os aparelhos “já …

Muitos meses antes do lançamento do iPhone no Brasil a Claro já contabiliza 100 mil clientes cadastrados em seu site, interessados em adquirir o aparelho da Apple. Em coletiva com a imprensa hoje, João Cox, presidente da Claro, braço brasileiro do grupo mexicano América Móvil, afirmou que o telefone foi liberado, e os aparelhos “já estão no Brasil e seguiram para testes e homologações”. O aparelho já esta sendo comercializado no México, mas o balanço trimestral do grupo informa que para os demais países o aparelho deverá estar disponível “no verão”.

Cox não divulgou o preço sugerido para a comercialização do telefone, e nem confirmou uma data precisa para o lançamento. Mas garantiu que as pessoas cadastradas terão preferência na comercialização, que, segundo o executivo, “não é um pré-venda, porque a legislação não me permite comercializar um aparelho que ainda não foi homologado pela Anatel”. Apenas no primeiro final de semana após o lançamento do iPhone compatível com a terceira geração da telefonia celular (3G), quando o aparelho foi comercializado em 22 países, a Apple afirmou ter vendido mais de um milhão de unidades.

Portabilidade

Ao falar da portabilidade numérica, que começa a ser implementada no próximo mês e estará valendo para todo o Brasil em março de 2009, João Cox admitiu que ela deverá retardar o tempo de conexão entre os telefones. Isso porque, explicou, hoje, quando o usuaio digita os dois primeiros números a empresa inicia o processo de ligação porque cada empresa tem um número específico de códigos numéricos de telefones.

Com a portabilidade, que permite que o usuário mantenha o número mesmo se mudar de empresa, a identificação do número do telefone irá demorar um pouco mais já que o prefixo não será mais exclusivo de cada operadora. ( Da Redação ) 

 

 

Anterior Setor eletroeletrônico abre 6.880 vagas no primeiro semestre
Próximos Operadoras de celular lançam ofertas para Dia dos Pais