Kassab deve manter a Secretaria de Inclusão Digital


Extinta pelo ex-ministro das Comunicações, André Figueiredo, a Secretaria de Inclusão Digital continua no limbo. A extinção não se confirmou em função da troca de governo, mas ela não existe no organograma do MCTI.

cidades digitais city_terra936x600O caso da Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações é exemplar dos meandros da burocracia. Foi extinta pelo ex-ministro das Comunicações, André Figueiredo, mas antes que encerrasse o prazo para sua extinção, ocorreu o impeachment da presidenta Dilma Rousseff e a posse do governo interino Michel Temer. E assim a secretaria continua existindo, embora não apareça no organograma do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O ministro Gilberto Kassab, do MCTIC, já mencionou que poderia recriar a Secretaria de Inclusão Digital, a que era para ser extinta mas não foi. Mas um prova de que isso deve ocorrer é a nomeação, publicada hoje (13) no Diário Oficial da União, de Vladimir Detlinger Ilkiw para o cargo de assessor técnico da “Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações”, aquele que foi extinto e incorporado ao MCTIC. O diretor substituto da Secretaria de Inclusão Digital, Américo Bernardes, que foi chefe do Departamento de Infraestrutura da secretaria no governo Dilma e responde pela coordenação do Programa Cidades Digitais.

 

Anterior MCTI institui Plano de Dados Abertos
Próximos NI apresenta nova geração de VST