Kassab assume discurso de candidato e começa a se despedir do MCTIC


Gilberto Kassab Foto Jefferson Rudy-Agência Senado

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin,  deverá vencer as eleições presidenciais este ano e o PSDB deverá manter sua hegemonia no estado de São Paulo. Essas são as duas apostas do ministro Gilberto Kassab que, nos dois casos, deseja que seu partido, o PSD, tenha protagonismo na composição das chapas. Ainda diante de certa indefinição no cenário político, ele já fala como candidato — possivelmente a vice-governador mas que eventualmente até chegue a vice-presidente.

De qualquer forma, durante o programa Roda Viva ele já assumiu que deve deixar o MCTIC no início do próximo mês. Elogiou a “competência” do governador Alckmin com entusiasmo, aliás até com mais entusiasmo do que muitos tucanos como observou um dos presentes. Foi mais contido com o prefeito de São Paulo, João Dória, e ressaltou que o PSDB deve escolher nos próximos dias seu candidato ao governo e a partir daí o PSD tomará uma posição oficial sobre o seu destino na eleição estadual.

Movimentação política

Para o candidato Kassab, é possível que seja feita uma grande composição de partidos para que apenas um candidato de centro — mais uma vez apostando em Alckmin — dispute as eleições. O PSD estará ao lado do PSDB nessa aliança e os rumores se intensificam de que ele seria o candidato a vice-governador.

Mas Kassab lembra que ainda há uma indefinição no nível federal já que o suposto candidato presidencial do partido, Henrique Meirelles, ainda “não viabilizou sua candidatura”. E como ele confirmou que espera que o PSD tenha o cargo de vice na chapa de Alckmin, fica uma brecha para o partido decidir o nome caso se confirme essa hipótese.

Ao ser convidado a escolher uma preferência, se suas funções no Legislativo ou Executivo, Kassab disse que as duas experiências “ensinaram muito”.

Anterior TV paga perde 729 mil assinantes em 12 meses
Próximos Televisores e PCs puxam produção anual de 32% de equipamentos de informática e ópticos

1 Comment

  1. Alessandro c
    6 de Março de 2018

    Mas é feio esse Kassab. Rsrsrs… Puts