Juniper e Telefónica I+D criam nova arquitetura de rede óptica


A Juniper Networks , em conjunto com a divisão de Pesquisa e Desenvolvimento da Telefonica, apresentou uma nova arquitetura de rede óptica multicamadas e IP dinâmico. A arquitetura é tida como meio de reduzir expressivamente a complexidade na rede do provedor de serviços e, ao mesmo tempo, aprimorar os custos de suportar o crescente e imprevisível tráfego de rede.

Conforme o tráfego de rede continua crescendo a taxas exponenciais, conduzido por vídeos, downloads diretos e novos aplicativos, fica muito difícil prever os padrões de tráfego. A capacidade de uma infraestrutura óptica de IP em se adaptar dinamicamente às mudanças e prover o mais eficiente mecanismo de transporte é fundamental para que os provedores de serviços reduzam seus Capex e Opex ao mesmo tempo em que maximizam os níveis de serviços. Ao usar o GMPLS (Generalized Multi-Protocol Label Switching) como mecanismo de sinalização, essa arquitetura pode se adaptar com flexibilidade e dinamismo a novos tráfegos e padrões à medida que eles atravessam a rede.

“Estamos trabalhando na definição de como as redes deverão ser construídas nos próximos cinco a dez anos, e a coordenação das camadas IP e óptica é um pilar fundamental nessa arquitetura de próxima geração”, disse Enrique Algaba, director de tecnologia da Telefonica I+D. ( Assessoria de imprensa)

Anterior Anatel autoriza uso de radiofreqüências pela Telebrás
Próximos Depois dos ataques a sites de órgãos públicos, hackers convocam passeatas.