Juiz autoriza investigação sigilosa sobre especulação com ações da Oi


O juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, seguindo parecer do Ministério Público do estado, autorizou investigação sobre o aumento nos volumes de compra e venda de ações da Oi nas últimas semanas. Ele determinou à CVM reunir informações detalhadas sobre os negócios em day trade feitos na recente queda e alta do preço das ações da companhia, e em períodos anteriores.

O material deverá ser entregue “diretamente ao Gabinete deste Juízo de forma sigilosa”, ordena. Viana questiona, além do volume financeiro recente das negociações, o fato de diferentes informações sobre a empresa terem vazado na imprensa. “Tais fatos impactam diretamente na cotação das ações da Companhia no mercado de valores mobiliários, que pode ter sido manipulado para gerar ganhos ilícitos”, afirma Viana.

Ele justifica a investigação com base no interesse social da recuperação judicial da Oi. “É preciso que se tenha conhecimento de toda e qualquer forma de capitação especulativa que gire em torno das recuperandas”, diz. Viana cita ainda trecho do parecer do Ministério Público que acusa o conselho de administração da Oi de querer autonomia para vender ativos e fazer reorganizações societárias “sem autorização judicial ou anuência dos credores”.

Anterior O paradigma das telecomunicações e o PLC 79
Próximos Oi contrata novo diretor de atacado