São Paulo concentra 80% do tráfego em PTTs no país


shutterstock_agsandrew_abstrata_geral_tecnologia_dadosEm 2016, o IX.br atingiu pico de 2,1 Tbits/s de tráfego trocado. E, apesar de o país ter 26 localidades independentes para a troca de tráfego, São Paulo é responsável por 80% do volume transitado. Na capital paulista, o volume é de 1,54 Tbps.

A concentração fez Milton Kashiwakura (NIC.br) cobrar mais diversificação por parte de quem usa os PTTs. “É importante que os ASNs também se conectem aos demais PIXs e, dessa forma, aprimorem seus serviços e beneficiem os usuários de Internet no país”, ressaltou durante o 10º IX (PTT) Fórum, realizado na semana passada.

Outras unidades, no entanto, estão crescente. O IX.br registrou, em 2016, expansão de 70%, enquanto no Rio, essa proporção foi de 150%, atingindo 246,94 Gbps. São Paulo cresceu 70%; já a média no resto do país foi de 100%.

O IX.br é o maior Internet Exchange do mundo em número de Sistemas Autônomos (redes de terceiros) conectados. No começo do ano eram 700 participantes somente em São Paulo, e hoje passam de 1 mil. O Brasil tem 4 mil sistemas autônomos.

Anterior Tesouro repassa mais R$ 291 milhões à Telebras
Próximos Empresa de turismo lança chip próprio para redução de roaming internacional