Ipea acerta com Minicom ampliação de estudos sobre banda larga


O presidente do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Márcio Porchman, esteve nesta terça-feira (8) com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, para colocar a potencialidade do órgão para ampliar estudos nas áreas de comunicação e telecomunicações, visando planejamento estratégico de longo prazo dessas áreas. Prochman apresentou ao ministro os cadernos sobre o Panorama da Comunicação e das Telecomunicações no Brasil, elaborados em parceria a com a Federação Brasileira das Associações Científicas e Acadêmicas de Comunicação (Socicom) e o Fórum Brasil Conectado, que trazem um diagnóstico completo dos dois setores.

Segundo Prochman, os três cadernos servem de contribuição para o planejamento da massificação da banda larga, principal projeto do Ministério das Comunicações, mas acha que muito ainda pode ser feito para subsidiar políticas públicas de longo prazo. Ele propõe que o Ipea contribua para sistematizar os diferentes bancos de dados existentes sobre os setores. E defendeu que as políticas públicas de comunicações e telecomunicações sejam estabelecidas de forma conjunta. “Não dá mais para tratar esses setores de forma separada”, disse.

Cadernos

Nos cadernos sobre Panorama da Comunicação e das Telecomunicações no Brasil, o Ipea já aponta problemas que precisam ser equacionados, como o baixo investimento, falhas na regulamentação e a escassez de quadros para essas atividades de ponta. Mas também confirma a falta de competição no setor de telefonia. “Só em menos de duas dezenas de cidades há a atuação de mais de uma operadora de celular”, exemplificou Porchman.  Os cadernos foram lançados em São Paulo, no dia 11 de janeiro deste ano.

Anterior Recarga de R$ 12 na Claro dará bônus diários para todo o Brasil
Próximos A saga amazônica para o preço da internet cair de R$ 400 para R$ 39,90