Investimento em TIC contribui para aumento de PIB


Em economias com baixo uso de TICs (Tecnologia da Informação e Comunicação), cada aumento de 10% em capital aplicado nestas tecnologias contribui em 1,6% no crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), enquanto em economias com alto uso de TICs esse avanço chega a 3,6% do PIB. Os dados foram levantados em pesquisa da CompTIA (Computing …

Em economias com baixo uso de TICs (Tecnologia da Informação e Comunicação), cada aumento de 10% em capital aplicado nestas tecnologias contribui em 1,6% no crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), enquanto em economias com alto uso de TICs esse avanço chega a 3,6% do PIB. Os dados foram levantados em pesquisa da CompTIA (Computing Technology Industry Association), relacionando a utilização de TIC ao desenvolvimento econômico-social de países do mundo todo.

Na América Latina (AL) a pesquisa auferiu o grau de utilização das TICs em quinze países, mensurando o grau de penetração destas tecnologias nas economias. Na média geral da região, em um intervalo de cinco anos, o uso de banda larga aumentou 127%, saindo de menos de uma pessoa a cada mil para 9,9 a cada mil. O uso de internet cresceu 32%, de 4,2 pessoas para 12,2 a cada cem. Na região, a utilização de telefones, móveis e fixos,  cresceu 18%, passando de 2,9 pessoas a cada 10 para 5,3, e o número de computadores pessoais quase dobrou, de 5,2 para 9,8 pessoas a cada 100.

De acordo com o levantamento, o Chile é o país da AL com o maior índice geral de uso de TICs, seguido da Costa Rica, Porto Rico, Uruguai, tendo o Brasil e o México empatados em quinto lugar. O Brasil liderou o crescimento regional em cinco medidas de difusão de TIC, com destaque para a participação de 48% no número de novos assinantes de banda larga da região, e 42% de novos usuários de internet. (Da Redação, com assessoria de imprensa, CompTIA)

Anterior Damovo desenvolve serviços para redes convergentes
Próximos Lula elimina IPI de equipamentos de TV digital