Investimento em tecnologia nacional é mantido no edital da faixa de 700 MHz


O edital de licitação da faixa de 700 MHz, aprovado nesta quinta-feira (17) pela Anatel, prevê a obrigação de aquisição de tecnologia nacional igual à que foi estabelecido na venda da frequência de 2,5 GHz. Ou seja, até 2016, 65% dos investimentos em equipamentos terão que ser fabricados no Brasil, 50% por meio de Processo Básico Produtivo (PPB) e 15% de tecnologia desenvolvida no país.

A partir de 2017 e até 2022, 70% dos investimentos das operadoras serão em equipamentos produzidos no país, sendo 50% com PPB e 20%, com tecnologia nacional.

Anterior Anatel aprova edital da faixa de 700 MHz, com mudanças.
Próximos Anatel define metodologia de cálculo para cobrar outorga de TVA