Intel quer seus chips em 40 milhões de tablets este ano


O CEO da Intel Corporation, Brian Krzanich, deu início nesta terça-feira à conferência anual da Intel, em San Francisco (EUA) com um amplo conjunto de iniciativas e projetos computacionais demonstrando como a empresa está se movendo para habilitar novos segmentos de mercado, onde tudo é inteligente e conectado. Krzanich definiu como meta que os chips da Intel sejam usados em 40 milhões de tablets em 2014, ante marca de 10 milhões no ano anterior.

Para alcançar esse objetivo, a Intel está pagando a fabricantes parte do custo inicial de engenharia para que desenvolvam tablets usando seus chips, com a expectativa de que essas empresas continuem a usá-los em dispositivos futuros. A grande maioria dos tablets usa processadores baseados na tecnologia da rival britânica ARM Holdings.

“Com o nosso diversificado portfólio de produtos e ferramentas para desenvolvedores que abrangem os principais segmentos em crescimento, sistemas operacionais e formatos, a Intel oferece hardware e software para que os desenvolvedores criem novas maneiras de expansão, bem como para ampliar a flexibilidade do design”, disse Krzanich.

O formato e o conteúdo da conferência técnica foram repaginados neste ano para atrair uma maior gama de engenheiros e programadores, refletindo os esforços da Intel para ampliar o alcance de sua tecnologia. A agenda e o conteúdo da exposição tecnológica foram ampliados para além dos PCs, da mobilidade e do data center para incluir também a Internet das Coisas (IoT), vestíveis e outros novos dispositivos desenvolvidos pelos os criadores e inventores. Mais de 4.500 desenvolvedores de todo o mundo estão participando do fórum nesta semana. (Com assessoria e agências internacionais)

Anterior Telecom Italia quer no mínimo R$ 39 bi pela TIM e ações da Oi caem
Próximos Oi leva ofertas do PNBL a mais 28 cidades no país