Instituto Claro foca em novas tecnologias


A Claro anunciou esta semana a criação do Instituto Claro, cuja missão é fomentar e apoiar iniciativas que potencializem o uso das novas tecnologias de informação e comunicação para o desenvolvimento de oportunidades inovadoras, que façam do aprendizado e da construção do conhecimento uma experiência interessante e lúdica. Para o Instituto, o conhecimento é fator …

A Claro anunciou esta semana a criação do Instituto Claro, cuja missão é fomentar e apoiar iniciativas que potencializem o uso das novas tecnologias de informação e comunicação para o desenvolvimento de oportunidades inovadoras, que façam do aprendizado e da construção do conhecimento uma experiência interessante e lúdica.

Para o Instituto, o conhecimento é fator transformador da sociedade e sua construção é fruto do encontro e da interação entre as pessoas e se dá em múltiplos espaços. Ao eleger a causa da educação, o Instituto incentiva e apoia a revisão, a discussão e a inovação dos processos de ensino e de aprendizagem, compatíveis com a realidade e demandas atuais da sociedade. Carlos Seabra, da IPSO; o jornalista Gilberto Dimenstein; Gilson Schwartz, da Cidade do Conhecimento – USP; e Roseli de Deus, da POLI-USP e Estação Ciência, foram nomeados para compor o Conselho do Instituto.

“Queremos oferecer um espaço para que as pessoas trabalhem juntas – todas as correntes da academia, professores e alunos – e contribuam para a construção coletiva de um novo paradigma de educação. É um caminho sem mapa prévio, consolidado a partir da própria descoberta”, destaca Antonio Britto Filho, presidente do Instituto Claro e diretor de Assuntos Corporativos da empresa. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Rio constrói rede pública em parceria com UFF
Próximos Senado estabelece limites para instalação de antenas de celular