Inovativa Brasil escolhe projetos para capacitação no Reino Unido


Os empreendedores das 92 startups finalistas do programa Inovativa Brasil, do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior  apresentaram nesta segunda-feira,30,  seus projetos no Demoday Inovativa 2015, a maior banca de investimentos do país que reuniu mais de 100 executivos de grandes empresas como Johnson & Johnson, Embraer, Bosch, TOTVS, Dow Chemical, Natura, Gerdau, além de executivos de fundos de investimento e investidores-anjo associados à organização Anjos do Brasil.

Os investidores  participantes selecionaram os 10 projetos mais destacados, dois de cada banca. Na banca 1, de projetos de Indústria (Internet das Coisas, Energia, Construção Civil, Sustentabilidade e Robótica), as empresas escolhidas foram a Kynos, de Porto Alegre,  que desenvolve uma tecnologia chamada PetJog, um brinquedo para cães e gatos que simula um animal, e a Netbee, de Belo Horizonte, que traz uma solução disruptiva para recuperação de veículos roubados em centros urbanos por não utilizar qualquer sistema de rastreador veicular.

Na banca 2, que trazia projetos de Saúde, Biotecnologia, Química e Agronegócios, os destaques foram a Agra, de São Paulo, que utiliza tecnologia para ajudar agricultores a tomar decisões mais assertivas e mitigar os riscos climáticos, doenças e pragas na lavoura, e a Hidrofito, que desenvolve um sistema de manejo da irrigação com base no biopotencial elétrico das plantas que permite determinar a real necessidade de água da planta.

Já na banca 3, com empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) B2C e Educação, as escolhidas foram Hand Talk, de Maceió, que desenvolveu uma ferramenta que realiza tradução digital e automática para Língua de Sinais, e Sciopulis, de São Paulo, que desenvolve produtos para resolver tanto os problemas dos gestores de transporte público quanto os dos passageiros.

Na banca 4, de TIC com empresas B2B (Big Data, Gestão, Logística, Finanças e Segurança de Dados) as escolhidas foram Pop Recarga, de Belo Horizonte, uma moeda eletrônica para pagamento em dinheiro na internet, e a Tech4Safe, de São Paulo, que desenvolveu uma solução de comunicação digital segura de áudio, vídeo e dados.

Na última banca, com startups de TIC, com startups de B2B de Marketplace, Marketing, Varejo, RH, Serviços e Consultoria, as escolhidas foram a ClapMe, de São Paulo, que desenvolveu uma plataforma de conteúdo que conecta fãs e artistas, e a Rank My App, também de São Paulo, e que criou uma ferramenta para responsáveis por aplicativos posicionarem melhor os seus apps dentro da busca das app stores e, assim, conseguirem mais visibilidade e mais downloads.

Os projetos selecionados passarão duas semanas no Reino Unido, em fevereiro de 2016, com o objetivo ganhar uma experiência em um ambiente internacional de desenvolvimento de inovação para aumentar a capacitação dos empreendedores brasileiros e conectá-los com investidores e grandes empresas e clientes no Reino Unido e do mundo.

As empresas escolhidas foram: Intelectron, Mogai, Piipee, Forebrain, Easy Subsea, LifeRank, Solides, Radek, Mereo, Urbotip, Aquarela Vortex Big Data, Desk14, Clapme, Ukkobox, Tech4Safe. ( assessoria de imprensa). 

Anterior Proteste quer Minicom protegendo o WhatsApp
Próximos Só Algar, Claro, TIM, Vivo e Vale têm dúvidas sobre leilão da Anatel