Inovação tecnológica no Brasil ganha novo indicador


Nos primeiros três meses de 2010, 71,4% das grandes empresas realizaram investimentos em inovação tecnológica. E a expectativa para o segundo trimestre é de que a taxa de inovação suba 2,2 pontos percentuais, situando-se em 74,3%. Entre estas empresas, 10,5% realizaram inovações tecnológicas não só de produto, mas também de processo novo para o mercado …

Nos primeiros três meses de 2010, 71,4% das grandes empresas realizaram investimentos em inovação tecnológica. E a expectativa para o segundo trimestre é de que a taxa de inovação suba 2,2 pontos percentuais, situando-se em 74,3%. Entre estas empresas, 10,5% realizaram inovações tecnológicas não só de produto, mas também de processo novo para o mercado nacional, entre janeiro e março deste ano. E para o segundo trimestre, 13,3% declararam que têm a intenção de realizar inovações de produto e processo para o mercado nacional.

Os resultados fazem parte da Sondagem de Inovação, lançada oficialmente pela ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) nesta terça-feira (8), com a presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. A pesquisa fará um acompanhamento trimestral dos investimentos em inovação tecnológica realizados pelas grandes empresas no Brasil.

O estudo inicial detectou que, no primeiro trimestre de 2010, 48,5% das grandes empresas industriais lançaram produtos novos, porém já existentes no mercado nacional. Neste mesmo período, 18,1% lançaram produtos novos para o mercado brasileiro. Quanto à inovação em processo, a Sondagem apontou que 48,6% das grandes empresas industriais lançaram processos novos para a empresa e 23,8% introduziram inovações tecnológicas de processos para o mercado nacional.

Quando questionadas sobre seus investimentos em inovação no primeiro trimestre de 2010, se comparados ao último trimestre de 2009, a Sondagem detectou que 34% das empresas declararam que aumentaram seus dispêndios em inovação, e 47% delas mantiveram o mesmo nível de investimento. Apenas 12% declararam que reduziram seus gastos em inovação período do de janeiro a março de 2010, em relação ao último trimestre de 2009.

Para o presidente da ABDI, Reginaldo Braga Arcuri, a Sondagem de Inovação é um indicador extremamente importante à medida que possibilita o acompanhamento, no curto prazo, da evolução dos investimentos em inovação e, sobretudo, poderá orientar os ajustes governamentais nos instrumentos de apoio ao setor produtivo. Ele disse que o estudo também permitirá o monitoramento sistemático da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP), especialmente no que diz respeito à macrometa de ampliação dos investimentos privados em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D).

O ministro Miguel Jorge disse que os investimentos na indústria nacional cresceram 133% nos primeiros três meses deste ano, em relação a igual período do ano passado. Época em que as empresas paralisaram quase totalmente os investimentos, por causa da falta de crédito determinada pela crise econômica mundial.Ele afrmou que a grande maioria dos investimentos se deu em inovação tecnológica. (Da redação)

Anterior Marco Civil da internet não deve regular a neutralidade da rede nem o uso dos dados pessoais
Próximos STJ manda Vivo indenizar cliente que teve o celular clonado