Inmarsat poderá monitorar barragens para governo de MG


Coronel Guedes, assessor especial do governo de MG, assina o MoU ao lado de Joe Carr, diretor de mineração da Inmarsat

A operadora de satélites Inmarsat assinou nesta semana um memorando de entendimento com o governo de Minas Gerais. Pelos termos do compromisso, o governo autoriza a empresa a testar soluções de monitoramento de barragens usando internet das coisas e conexão satelital. O documento firmado abre ainda oportunidade para que o estado contrate os serviços da companhia no futuro.

De acordo com a empresa, o memorando estabelece os parâmetros para a cooperação na “investigação de diferentes opções para alcançar atenção e transparência sobre as barragens da região”. A possível contratação futura poderá se dar também para a entrega não apenas do sistema de monitoramento remoto, como também da rede de telecomunicação de “missão crítica” necessária ao monitoramento.

A Inmarsat afirma ter uma tecnologia própria de monitoramento em tempo de real de barragens. A tecnologia usa sensores de pressão, de elevação, de aferição do clima e de inclinação de terreno. Os dados coletados são então transportados para a nuvem e acessados de qualquer lugar. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Inmarsat contrata Airbus para a construção de mais 3 satélites
Próximos Banda larga móvel registrou velocidade média de 21,3 Mbps no 1º tri