IA: BB leva transações para o Facebook e em breve para o WhatsApp


O Banco do Brasil deu mais um passo em aplicações que têm como base o uso da inteligência artificial. A instituição financeira anunciou hoje que vai levar transações financeiras para o Messenger do Facebook e provavelmente ainda este semestre deverá anunciar o mesmo serviço para o WhatsApp Business. O desenvolvimento desses novos produtos faz parte …

bancodobrasilO Banco do Brasil deu mais um passo em aplicações que têm como base o uso da inteligência artificial. A instituição financeira anunciou hoje que vai levar transações financeiras para o Messenger do Facebook e provavelmente ainda este semestre deverá anunciar o mesmo serviço para o WhatsApp Business. O desenvolvimento desses novos produtos faz parte do investimento de R$ 14 milhões o que inclui também a contratação da plataforma de computação cognitiva Watson, da IBM.

“Esqueçam os canais, agora vamos nos inserir onde o nosso cliente está”, disse Paulo Caffarelli, presidente do banco. Ele considera que esse é um dos dois pilares anunciados ainda hoje na divulgação de resultados da instituição financeira. “O nome do jogo é mercado de capitais e a oferta de conveniência aos nossos clientes onde é grande o papel da transformação digital”, comentou.

Segundo Gustavo Fosse, diretor de tecnologia do banco, os estudos para aumentar o número de aplicações utilizando a inteligência artificial começaram há um ano e meio. Em fevereiro do ano passado foi lançado o primeiro piloto do assistente virtual, inicialmente com  público interno e voltado para agilizar o atendimento e responder dúvidas. Em seguida foi a vez do ampliar esse uso também para o Messenger do Facebook.

Os resultados se mostraram animadores. De acordo com o executivo, cerca de 60 mil clientes foram atendidos em mais de 500 mil interações. “70% dessas interações não se converteram em ligações adicionais ao banco”, disse. Diante desse resultado, a equipe de computação cognitiva começou a se questionar: e por que não levar transações para essas plataformas?

Em três meses foi desenvolvido o primeiro produto que começa a ser testado a partir de hoje com 1000 clientes e um grupo de funcionários. Estarão disponíveis os serviços de consulta de extrato e informações sobre cartão de crédito como fatura, solicitação de segunda via e liberação. A Visa será uma parceira nessa etapa para dar suporte ás transações com cartões Ourocard.

“O prazo que o produto foi desenvolvido foi muito pequeno e o BB é o nosso primeiro cliente no Brasil a oferecer esse tipo de serviço”, disse Ana Paula Assis, presidente da IBM. “É importante que outras empresas pensem em inovação aberta, em trabalhar de forma colaboracionista, exatamente como foi esse projeto”, disse Percival Jatobá, vice-presidente da Visa.

A proposta do Banco do Brasil é a de levar todas as 50 transações feitas hoje pela instituição financeira para o Facebook. O público escolhido para esse primeiro trial foi escolhido entre os que mais fizeram interações no piloto do assistente virtual. Não há data estabelecida para o fim dos testes, ele será encerrado à medida que o banco considerar que há feedback suficiente.

Mas ainda há outros aperfeiçoamentos que serão feito em cima do piloto em andamento. “Estamos testando primeiro o público de alta interatividade e à medida que atingimos outros perfis fazemos os ajustes necessários, comentou Marco Matroeni, diretor de Negócios Digitais do banco.

Segundo o executivo, a previsão e de lançar o serviço semelhante no WhatsApp Business ainda no primeiro semestre deste ano. E adianta que há outras parcerias sendo negociadas, sem adiantar os prazos para que sejam anunciadas. Na área de análise de investimentos, o Banco do Brasil também vai aderir ao uso de chatbots como advisors, baseados também na computação cognitiva. “Estamos no meio da negociação para isso”, afirmou Fosse.

Anterior Grupo espanhol Telefónica multiplica o lucro no 4º trimestre
Próximos BrPhotonics fecha as portas. Belga Skylane Optics estuda aquisição dos ativos