HP estuda separar unidade de PCs, smartphones e tablets


A companhia americana HP, maior fabricante de computadores pessoais do mundo, afirmou nesta quinta-feira (18) que seu conselho autorizou a “exploração de alternativas estratégicas” para sua divisão de Personal Systems, que inclui smartphones, tablets, o sistema operacional WebOS e PCs. O anúncio foi feito em comunicado sobre os resultados trimestrais da companhia, que antecipou a divulgação e informou também a descontinuação de operações em aparelhos WebOS, como o tablet TouchPad e smartphones.

A HP disse ainda que negocia a aquisição pela fabricante de softwares inglesa Autonomy, iniciativa que faz parte da nova estratégia da companhia de focar em software e serviços de TI, incluindo computação em nuvem. Segundo a Reuters, que publicou a notícia pela manhã, citando fontes, a oferta seria de US$ 10,3 bilhões.

Também de acordo com a agência de notícias, embora a unidade de Personal Systems da HP gere cerca de US$ 41 bilhões anuais em receita, ela responde por apenas 13% do lucro, o que poderia explicar a decisão da empresa de reavaliar o negócio. As opções incluem a separação da divisão até uma possível venda, segundo a Reuters. Já sobre a descontinuação de aparelhos, a HP afirmou que o negócio não atingiu metas previstas, mas que continuará explorando opções para otimizar o software WebOS.

A empresa registrou alta na receita de seu terceiro trimestre fiscal, que subiu de US$ 30,7 para 31,2 bilhões ante o mesmo período de 2010. Já para o ano, a HP reduziu suas expectativas para a receita, de entre US$ 129 e 130 bilhões para entre US$ 127,2 e 127,6 bilhões. (Da redação)

Anterior Proposta da Abinee para componentes inclui política única para o setor eletroeletrônico
Próximos Criado GT para estudar parcerias entre Telebras e Eletrobras