HP anuncia solução para controle centralizado e remoto da rede e aplicações


A Hewlett-Packard (HP) deu mais um passo em sua estratégia de virtualização de aplicações para redes nesta terça-feira (2) ao lançar uma solução de Software-defined Networks (SDN) Controller, primeiro do mercado a utilizar um padrão aberto. A solução permite a gestores de redes corporativas e/ou provedores de núvem terem acesso e controle de sua infraestrutura de rede, gerencia-la, assim como a camada de software e aplicações, a partir de um único ponto.

Com o lançamento, a HP pretende se colocar à frente na tendência de Software-defined Networks, em que os recursos de infraestrutura de rede podem ser alocados e utilizados de forma virtual e, também gerenciados e com inteligência embarcada, um mercado que, segundo a estimativa da companhia, chegará a US$ 2 bilhões em 2016.

“A tendência de SDN vai revolucionar a indústria de networking, redefinir os padrões e entregar a agilidade e o controle esperados por uma abordagem cloud já disseminada, agora também na rede”, afirmou a vice-presidente global e gerente geral para a área de networking da HP, Bethany Mayer, em evento para apresentar a solução para a imprensa em Nova York (EUA).

O lançamento comercial da solução SDN Controller da HP acontecerá no segundo semestre do 2013, incluindo América Latina. A HP não cobrará pela solução, mas com ela pretende avançar em participação de mercado em hardware e aplicações específicas para que a rede suporte as regras de negócio e por essas sim pretende cobrar. 

De acordo com Bethany, o grande diferencial da entrada da HP na tendência SDN está justamente na oferta de tecnologias para as três camadas: infraestrutura, software de controle e aplicativos. “Queremos abrir o potencial das redes já instaladas para suportar o negócio”, explicou Bethany, “as redes precisam funcionar de acordo com as regras de negócio”.  

Já a concorrência, explica a VP, oferece controle centralizado da rede, mas deixam a desejar em  configuração automatizada da infraestrutura de rede ou fornecimento de aplicativos de SDN para implantar novos serviços para redes grandes ou pequenas. “A solução da concorrência permite acessar a rede e configurar os dispositivos, mas não de forma abstrata e automatizada. Há uma configuração manual dos equipamentos o que, no final das contas apenas aumentará a complexidade da rede, exatamente o oposto do desejado”, disse Bethany aos jornalistas presentes no evento de lançamento. 

Switches Open Flow Enabled
A HP aproveita a realização do Interop em Nova York também para anunciar a ampliação de 16 para 25 do número de switchers OpenFlow (protocolo aberto, que permite controle remoto dos dispositivos, gerenciado por uma fundação). Isso significa que 60% da família de switches da HP já contam com o padrão e o plano da companhia é que todos os seus produtos sejam open flow enabled até o ano que vem.

A adição do novo HP 3800 Switch Series – já continham o OpenFlow o 3500, 5400 e 8200 – aos 16 modelos existentes no portfólio de produtos reafirma que a HP é o único grande fornecedor de redes com mais de 15 milhões de portas habilitadas para OpenFlow instaladas

*A jornalista viajou a NY à convite da HP 

Anterior Justiça Federal nega ao MPF acesso irrestrito a dados de usuários das teles
Próximos Contrato da Embratel e Telefônica com ECT derruba o preço 89%