Hispamar leva a última posição de satélite brasileiro com o mais alto ágio, de 86%


A empresa espanhola, que tem a Oi como uma das sócias, dentro da holding Hispasat, pagou o mais alto ágio por sua posição orbital. Ela ofertou R$ 50,295 milhões por um satélite de banda Ku, em posição 74º W.

A última posição orbital vendida pela Anatel passou por uma forte disputa, e foi arrematada pela Hispamar (controlada pela  Hispasat – que tem a Oi como sócia) pelo mais alto ágio, do leilão:  86%. A empresa pagou R$ 50,295 milhões o mais das quatro posições orbitais vendidas, em uma postura surpreendente, tendo em vista que a empresa não havia disputado nenhuma das três posições orbitais anteriores.

A Hispamar foi a luta pela última posição colocada à venda, com sua coligada, a também europeia Eutelstat, que chegou a fazer lances bem acima do necessário para continuar o certame, mas acabou desistindo diante da persistência da espanhola.

A Hispamar demonstrou, mais uma vez, que não tem medo de ágios. Na licitação da Anatel de maio de 2014, a empresa também pagou o mais alto ágio por um satélite nacional,  oferecendo R$65 milhões, um valor 431,8% superior ao mínimo exigido pelo governo à época.A empresa escolheu a posição oribtal 74° W  de faixa Ku, com  subida de  17,30 e 17,80 GHZ e downlink de  12,20 e 12,40 GHz.

Com este último lance a Anatel conclui a licitação de quatro posições orbitais brasileiras. As vencedoras foram:

Posição Orbital 1:Telesat – banda Ka posição orbital 63º W no valor de R$ 42,5 milhões

Posição Orbital 2: Telesat – banda Ka, posição orbital 63º W, no valor de R$ 46,8 milhões

Posição Orbital 3: Star Satellite – banda Ka, posição orbital 20º W, no valor de R$ 44,1 milhões

Posição Orbital 4: Hispamar – banda Ku, posição orbital 74º W, no valor de R$ 50,295

 

Anterior Vivo integra Twitter a seus sistema de SMS
Próximos Anatel arrecada R$ 183,7 milhões, ágio médio de 69,5%, com venda de órbita brasileira de satélite