Hispamar e Hughes vão usar no Brasil plataforma de WiFi do Facebook


As operadoras de acesso à internet por satélite Hispamar e Hughes fecharam acordo com o Facebook para usar a plataforma da rede social de WiFi, chamada simplesmente de WiFi Express. A plataforma usa software e roteadores capazes de contabilizar com precisão o tráfego de dados e permitir a exploração de serviços de acesso pré-pago aos hotspots criados. O acordo prevê que as duas operadoras espalhem hotspots WiFi no Brasil usando a plataforma.

No caso da parceria com a Hughes, há previsão de criação de pontos de acesso também no México. Na prática, a Hughes e a Hispamar disputar o mercado de WiFi Compartilhado. O segmento também é desejado pela americana Viasat. Esta pretende lançar seus hotspots no país tão logo obtenha autorização para explorar comercialmente parte da capacidade do satélite SGDC-1, da Telebras.

O modelo comercial não é novo para a Hughes, que diz já possuir 32 mil hotspots comunitários espalhados por Rússia, México, Brasil e Indonésia. A cobertura WiFi da empresa abrange área com população estimada de 25 milhões de pessoas. A companhia não diz, no entanto, se vai explorar o serviço diretamente nas comunidades sob a marca HughesNet, seu serviço de banda larga satelital, ou se vai recorrer a ISPs em modelo de revenda.

Hispamar

No caso da Hispmar, filial brasileira da operadora espanhola de comunicação via satélite Hispasat, provedores de serviços de internet locais (ISPs) serão fundamentais.

Em associação com o Facebook, a Hispamar implantará pontos WiFi em diferentes locais do Brasil que funcionarão via satélite. A operadora fornecerá sua capacidade satelital e suas plataformas de serviços gerenciados aos parceiros locais, que além de responsáveis pela comercialização do serviço, farão o suporte ao usuário final.

A monetização se dará por meio de um sistema de pacotes de dados pré-pagos. Os usuários desse serviço podem escolher entre diferentes opções de produtos e preços. Após adquirir o pacote de dados selecionado e inserir um código de acesso, os consumidores só precisarão conectar seu dispositivo à rede Express WiFi para navegar na internet através do serviço satelital de alta velocidade.

A capacidade de acesso à internet virá da banda Ka do satélite Amazonas 5 da Hispasat. No caso do Brasil, o satélite oferece cobertura em banda Ka HTS para mais de 75% da população e é operado a partir do Teleporto da Hispamar em Caxias do Sul (Rio Grande do Sul).

Anterior OMC inicia debate sobre regras para o comércio eletrônico
Próximos 745 mil pessoas entregaram o IRPF via smartphone