Hélio Costa pode formar chapa com PT em Minas Gerais


O ministro das Comunicações, Hélio Costa, pode deixar o ministério mais cedo do que o esperado. Em Minas, aumentam as conversas políticas sobre uma eventual candidatura ao governo do Estado pela coligação PMDB-PT tendo Costa como cabeça de chapa e o atual prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, como vice-governador. Matéria veiculada ontem pelo portal …

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, pode deixar o ministério mais cedo do que o esperado. Em Minas, aumentam as conversas políticas sobre uma eventual candidatura ao governo do Estado pela coligação PMDB-PT tendo Costa como cabeça de chapa e o atual prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, como vice-governador.

Matéria veiculada ontem pelo portal “UAI”, do grupo Estado de Minas, (www.uai.com.br), informa que Hélio Costa e Fernando Pimentel têm trabalhado abertamente para acertar a aliança PMDB-PT. Segundo o texto, no final do ano passado, ao lançar o projeto-piloto do Gesac com a tecnologia Wi-Max em Belo Horizonte, Costa teria mostrado sua disposição em se aliar aos petistas na disputada eleição estadual.

Segundo a matéria, o ministro teria dito que estaria trabalhando para que o PMDB tivesse sensibilidade para ver que, com o PT, estaria integrado em um projeto nacional e social importante para o país. Mas, como sempre, o PMDB está dividido e há correntes que defendem o nome do ex-presidente Itamar Franco para o disputar a sucessão em Minas. Itamar ainda não sinalizou se tem interesse em uma vaga no Senado ou se quer disputar o governo do Estado.

Depois que a Casa Civil tratou de jogar um balde de água fria na proposta do telefone social — idealizado por Costa, mas que agora deve ser reapresentado por meio de projeto de lei ao Congresso –, o ministro confessou aos jornalistas que ficou  “muito desiludido” com o destino do projeto. Por enquanto, restam ao ministro o Gesac – que é o maior projeto de inclusão digital do governo, mas que está sendo reformulado –, a TV digital e, talvez, a liberação dos recursos do Fust. Costa está de férias e só retornará a Brasília no próximo dia 15.

Anterior Carta do Minicom reabre diálogo com rádios comunitárias
Próximos Toledo é o novo diretor executivo da QoS