Hélio Costa acusa parlamentares de retaliação


O ministro das Comunicações Hélio Costa, depois de nominar cada um dos deputados da comissão de ciência e tecnologia da Câmara que rejeitaram as outorgas de radiodifusão, reagiu com dureza ao que considerou ser uma retaliação desses parlamentares por ele ter retirado, há alguns meses,  245 projetos de outorgas que também tramitavam no Congresso Nacional. “Antes …

O ministro das Comunicações Hélio Costa, depois de nominar cada um dos deputados da comissão de ciência e tecnologia da Câmara que rejeitaram as outorgas de radiodifusão, reagiu com dureza ao que considerou ser uma retaliação desses parlamentares por ele ter retirado, há alguns meses,  245 projetos de outorgas que também tramitavam no Congresso Nacional. “Antes de ser ministro, sou senador da República e o que esses deputados fizeram foi uma provocação e uma retaliação”, reagiu Costa.

Segundo ele, o ministério, quando envia os processos de outorga para o Congresso Nacional, o faz com a documentação  completa e em dia. “O governo não pode ser acusado, se a comissão não cumpre o seu próprio regimento”, afirmou.
 

Costa se disse indignado com a posição do deputado Jorge Bittar (PT/SP) e Luiza Erundina (PSB/SP), que pertencem à base do governo. “Não admito receber recado de fogo amigo”, afirmou ele. Ele afirmou ainda que o presidente da comissão, deputado Vic Pires Franco (PFL/PA) já queria há algum tempo derrubar as outorgas, e assinalou ainda que outro deputado que votou contra a renovação, Guilherme Barros (PP/PR), “vira e mexe vai ao ministério pedir outorga de rádio educativa, e nunca ganha.”

Anterior Samsung promete um chip de memória único para celulares
Próximos Plinio ficará na presidência da Anatel por mais seis meses