Hélio Costa acusa Eletros de defender interesses da Philips


O ministro das Comunicações, Hélio Costa, rebateu duramente as críticas feitas a ele hoje, 8, pelo presidente da Eletros, Paulo Saab, durante a sessão plenária realizada na Câmara dos Deputados. Costa chamou o presidente da Eletros de “desagradável e mal-educado” e afirmou que, nas discussões da TV digital, o empresário age em defesa da Philips …

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, rebateu duramente as críticas feitas a ele hoje, 8, pelo presidente da Eletros, Paulo Saab, durante a sessão plenária realizada na Câmara dos Deputados. Costa chamou o presidente da Eletros de “desagradável e mal-educado” e afirmou que, nas discussões da TV digital, o empresário age em defesa da Philips e não como representante de uma entidade.

O ministro afirmou que recebeu Saab em seu gabinete por duas vezes e chegou, inclusive, a passar o número de seu telefone celular pessoal para o empresário. “Ele esteve duas vezes no meu gabinete. Ou ele não tem ouvidos ou está precisando passar num médico especialista ou está brincando com as minhas funções. Além de ser desagradável e mal-educado. Se ele quer defender os interesses da empresa dele que faça isso, mas não me envolva ou, pelo menos, não envolva o governo. A posição do governo é defender o interesse público. Já fiz tudo que posso fazer para dizer que ele deixe a Philips em casa quando for discutir TV digital. Enquanto ele não fizer isso não tem jeito, porque ele atua como empresário e não como representante de um grupo”, afirmou o ministro. Saab afirmou, na Câmara, que a Eletros estava insatisfeita com a condução do processo de escolha do padrão e do modelo de negócios e que a indústria não foi ouvida, como deveria, por ser peça fundamental no processo de implantação da nova tecnologia.

Anterior Telemar, CTBC e Sercomtel poderão produzir conteúdo, diz ministro
Próximos Orçamento: Anatel vai viver a pão e água