GVT seleciona TOA Technologies para gerir força de trabalho móvel


A GVT escolheu uma solução baseada em nuvem da TOA Technology, a ETAdirect, para gestão de força de trabalho móvel. A empresa de telecomunicações implementará a solução para seus funcionários móveis distribuídos em mais de 136 cidades brasileiras. A adoção do ETAdirect tem como objetivo melhorar o atendimento ao cliente através da sua força de …

A GVT escolheu uma solução baseada em nuvem da TOA Technology, a ETAdirect, para gestão de força de trabalho móvel. A empresa de telecomunicações implementará a solução para seus funcionários móveis distribuídos em mais de 136 cidades brasileiras.

A adoção do ETAdirect tem como objetivo melhorar o atendimento ao cliente através da sua força de trabalho móvel. Outro objetivo importante é a exploração do poder do sistema para aumentar eficiências operacionais em campo e também no back office.

“Uma das razões pela qual escolhemos a TOA Technologies como parceira é a sua abordagem única e inovadora à gestão de serviço de campo. Com uma filosofia comprovadamente centrada no cliente, o ETAdirect da TOA trabalha totalmente orientado às necessidades do consumidor, incluindo seus horários preferidos de visita e entrega segundo acordos de nível de serviço”, disse Alessandra Bomura, CIO da GVT.

Utilizando seu motor de análise preditivo patenteado, o ETAdirect personaliza a jornada de trabalho de cada funcionário móvel, analisando todas as potenciais variáveis de uma visita e permitindo que as organizações de serviço de campo otimizem seus negócios através da visibilidade em tempo real de suas operações. Ele oferece a capacidade de previsão sobre quando uma visita realmente ocorrerá, identificando e alertando a equipe quanto à problemas potenciais e situações de risco antes que estes ocorram, e informando janelas de serviço atualizadas aos clientes através de qualquer um dos seus canais de comunicação e dispositivos preferidos. (da Redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Modelo de aluguel de antenas deve crescer no Brasil
Próximos Suprema corte mexicana vai analisar recurso da Telmex contra governo