GVT pode levantar até R$ 15 bi com reabertura de capital


A GVT está sendo “cortejada” para reabrir seu capital e o movimento é “visto com bons olhos” pela administração da empresa, que busca recursos para expandir sua rede, informou nesta terça-feira (10) o jornal Valor Econômico, sem citar fontes. De acordo com a notícia, uma oferta inicial de ações da companhia poderia levantar até R$ 15 bilhões, o dobro pago originalmente pelo grupo francês Vivendi, que comprou a operadora brasileira no final de 2009.

 

A operadora, por sua vez, negou que esteja considerando fazer um IPO. “A GVT cancelou seu registro de companhia aberta junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em 7 de maio de 2010. Atualmente é uma empresa 100% Vivendi, que é uma holding com ações negociadas na França. Nem a GVT nem a Vivendi têm planos para reabrir o capital da operadora na BM&F Bovespa”, disse a empresa em comunicado. (Da redação)

Anterior Fim da assinatura da telefonia fixa mantém liderança de manifestações na Câmara
Próximos Procon-SP denuncia 29 sites de compra à polícia