gsma acessos america latina brasil divulgacaoA GSMA, entidade que congrega fabricantes de equipamentos de telecomunicações e operadoras, lançou um diretório de big data para uso por desenvolvedores de soluções em internet das coisas. Ali serão colocadas bases harmonizadas de dados, que poderão ser manipuladas por terceiros e levar ao surgimento de novos produtos.

A iniciativa tem apoio das operadoras Telefónica, China Mobile, China Unicom, KT Corporation e Orange, que pretendem harmonizar suas bases de dados – embora ainda não a tenham tornado disponíveis.

“Uma abordagem comum, colaborativa e interoperável para o big data removerá as barreiras comerciais e técnicas para capitalizar a oportunidade de IoT, inaugurando uma nova era de soluções de IoT que ajudará no crescimento do mercado. Incentivamos as operadoras de telefonia móvel a colaborar com a indústria em geral para se beneficiar com as oportunidades do big data”, defende Alex Sinclair, diretor de Tecnologia da GSMA.

A GSMA também lançou um documento chamado “IoT Big Data Framework” para definir como as operadoras de telefonia móvel podem se aproximar da prestação de serviços de big data de IoT. O documento apresenta uma estrutura para a prestação de serviços de big data de IoT. (Com assessoria de imprensa)