Telefónica troca comando das unidades da Espanha e da América Latina


O Conselho de Administração da Telefónica aprova hoje, 31, a nova reestruturação da empresa espanhola, que envolve a substituição dos comandos das unidades da Espanha e da América Latina. E a divisão da unidade da América Latina em duas, com Argentina, Chile, Peru e Uruguai formando a divisão “Hispam Sur” e Colômbia, México, América Central, Equador e Venezuela formando a unidade “Hispam Norte”.

Trata-se da maior alteração na estrutura da empresa desde que José María Alvarez-Pallete assumiu o comando do grupo de telecomunicações em 2016, em substituição a César Alierta. Pallete optou por uma transição sem sobressaltos, com nomes das estruturas da próprias unidades.

As mudanças não afetam o Brasil, mas revê a estrutura das demais operações latino-americanas.

Todas as subsidiárias vão, agora, se reportar ao Chief Operating Officer (COO) Ángel Villá. A companhia decidiu mudar o comando das operações na Espanha. O novo CEO será Emilio Gayo, que toma o lugar de Luiz Miguel Gilpérez. A COO da subsidiária será María Jesús Almazor.

O Conselho Geral da companhia será fundido ao de Relações Públicas e regulação, passando a ser comandado por Pablo Carvajal. Antes, estavam sob a batuta de Ramiro Sánchez e Carlos Lopez. O departamento de recursos humanos será comandado por Marta Machicot, que passa a se reportar diretamente o presidente e CEO José María Ávarez-Pallete.

América Latina

Nas unidades dos países vizinhos haverá divisão. A Telefónica Hispanoamérica, que era comandada por Eduardo Caride, será desmembrada em duas unidades. Caride deixa a empresa, a pedido.

Uma das unidades, batizada Telefónica Hispam Sur, reunirá os negócios em Argentina, Chile, Peru e Uruguai. Será dirigida por Bernardo Quinn, que era o diretor de recursos humanos para a região.

A Telefónica Hispam Norte, que reúne Colômbia, México, América Central, Equador e Venezuela, será presidida por Alfonso Gómes Palacio, que era CEO da unidade colombiana. Esta, passa a ser comandada por Fabián Hernández, então diretor de relações públicas e regulação.

A subsidiária de infraestrutura Telxius também terá um novo CEO: Mario Martin, que era COO da empresa. Seu antigo cargo será ocupado por Natalia Sainz, então diretora de finanças.

As mudanças ainda aguardam aprovação do conselho de administração do grupo espanhol.

organograma-grupo-telefonica-2018

 

Anterior Ericsson vende parte da divisão de mídia
Próximos Claro Brasil inicia projeto de renovação do backbone já de olho na 5G