Grupo Altan vai construir a rede única de 4G em 700 MHz no México


Chapeu mexicanoCom alguns anos de atraso, ontem, 17, a agência reguladora mexicana finalmente conseguiu concluir a inédita licitação da faixa de frequência de 700 MHz – que só poderia ser adquirida por um grupo que quisesse vender o serviço de banda larga ao preço de atacado, para os demais operadores de celular, em uma efetiva separação estrutural -.

Planejada para desbancar o monopólio da América Móvil (que continua a deter 80% do mercado de telecomunicações do país), a proposta acabou recebendo críticas de todos os operadores de telecomunicações, mas foi tocada à diante pelo governo. E foi arrematada pelo grupo mexicano Altan, bancado pelo Banco Mundial, pelo próprio governo Mexicano (que reduz alguns custos) e pelo banco Morgan Stanley Infraestrutura.

O consórcio, que precisará criar uma operação de bilhões de dólares, terá que construir uma rede sem fio para cobrir no mínimo 85% da população mexicana. O grupo se propõe  a alcançar 92,2% da população em sete anos. A Altan  já atua no mercado de telecom. Possui as operadoras Megacable e Axtel

Anterior Virus no WhatsApp oferece crédito de pré-pago
Próximos Claro vai usar software da Openet no Brasil