Governo vai estimular investimento privado com crédito tributário


Segundo o ministro das Comunicação, Ricardo Berzoini, a segunda etapa do Plano Nacional de Banda Larga está sendo negociada com os ministérios da área econômica e deverá ser anunciada em breve, e mantém a meta de atingir 25 Mbps de média da banda larga em quatro anos.

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, voltou a afirmar hoje, 29, que o governo irá dar créditos tributários para estimular o investimento privado em banda larga.  Ele insistiu em que a meta é atingir 95% da população com velocidade de 25 Mbps de banda larga em quatro anos, e pretende também ampliar a velocidade entre 50 Mbps a 100 Mbps para a banda larga nas escolas públicas. “Não vamos usar o orçamento como desculpa, mas induzir  a iniciativa  privada com leilões de frequência e  induzir o investimento privado com crédito tributário”, afirmou ele.

A ideia do governo é fazer leilão reverso (a empresa que usar menos recursos públicos para construir a rede de banda larga, leva o leilão) com os recursos do Fistel (fundo de fiscalização). Ou seja, a empresa deixa de repassar o imposto para o governo e investe o dinheiro na rede de fibra óptica.

“ Nós vamos assegurar a  internet  banda larga para toda  população brasileira. Até 2018 seremos o país mais digitalizado do mundo”, afirmou ele.

 

Anterior Berzoini diz na Câmara que conversor de TV digital vai ter interatividade plena
Próximos Level 3 amplia projeções para 2015