Governo vai centralizar todos os seus portais


O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje, 11, decreto que institui o portal único “gov.br” com o objetivo de unificar, em um processo gradual de médio prazo,  os  1.320 portais e canais digitais e mais de uma centena de aplicativos do governo federal. Serão reunidos também no mesmo endereço eletrônico  cerca de 2.000 serviços online oferecidos, a exemplo dos aplicativos para a declaração do Imposto de Renda e para alistamento no serviço militar.

O portal único foi uma das 18 medidas anunciadas pelo presidente da República na solenidade pelos primeiros 100 dias da atual administração. É prevista a economia de até R$ 116,5 milhões ao ano com a proposta de portal centralizado. Segundo o governo, isso será resultado da diferença entre o custo atual da manutenção dos sítios ativos, estimado em R$ 146 milhões anuais, e o custo da nova solução proposta, R$ 29,5 milhões anuais.

Além disso, o governo quer também reunir informações institucionais, notícias e o próprio contato com o Palácio do Planalto a partir do novo endereço eletrônico. A ideia é reduzir a dispersão no uso de ferramentas de comunicação e atendimento ao cidadão.

Nesta sexta-feira, 12, será publicada no “Diário Oficial da União” a íntegra do decreto com os detalhes dos prazos da unificação por parte dos órgãos da administração federal, de acordo com a Secretaria de Governo Digital da Secretaria de Desburocratização do Ministério da Economia.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzonni, afirmou que essas medidas fazem parte da “nova governança”, com a meta de tornar o governo federal 100% digital.

 

Anterior Câmara aprova MP de Alcântara sem emendas
Próximos Telefônica inicia implantação de nova intranet da Prodesp

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *