Governo quer um único canal virtual com o cidadão


No 17º Encontro Wireless Mundi, que acontece amanhã em São Paulo, representantes dos governos federal e de São Paulo vão falar sobre a unificação do atendimento ao cidadão na internet.

Não basta apresentar o local virtual onde os serviços públicos estão. Essa etapa o governo brasileiro praticamente já conquistou. O desafio de hoje é passar à prestação efetiva de serviços na internet, unificando a porta de atendimento, de forma que as pessoas cheguem a um espaço virtual do governo e encontrem soluções reais para seus problemas. Quem faz a reflexão é Marcos Mazoni, diretor-presidente do Serpro, que participa amanhã, 11, do Wireless Mundi, evento que será realizado pela Momento Editorial no Maksoud Plaza, em São Paulo.

Para o presidente do Serpro, a unificação de atendimento é um passo que exige mudança de lógica: deixar de fazer com que o cidadão entenda como o Estado funciona, para que o Estado se esforce em resolver a vida do cidadão, de maneira bem prática. A preocupação de Mazzoni é a mesma de Julio Semeghini, subsecretário de Tecnologia e Atendimento ao Cidadão, que também participará da abertura do evento. Semeghini vai apresentar as iniciativas do governo do estado de São Paulo para unificar em um único portal todos os serviços eletrônicos oferecidos por secretarias e õrgãos do estado.

Nuvem nos governos

Dividido em dois paineis, o 17º Wireless Mundi, evento voltado a gestores públicos, vai discutir a adoção da tecnologia de cloud computing no âmbito da administração pública. Já consolidada na iniciativa privada, a tecnologia de nuvem só agora começa a avançar no governo federal, em alguns estados e municípios.

No primeiro painel, presidente de companhias federais, estaduais e municipais de tecnologia da informação apresentam seus projetos em relaçâo à adoção da tecnologia. Estarão presentes representantes do Serpro, Prodesp, Procergs, Prodabel e Prodam, No segundo painel, executivos da indústria e de operadoras vão falar de seus ofertas de serviços em nuvem para a administração pública. Há, ainda, uma sessão de palestras técnicas. No encerramento, uma palestra sobre Infovias Digitais, apresentada por Maria Sylvia Abaurre, coordenadora do Grupo de Inovias Digitais da Abep, entidade que reúne as companhias públicas de tecnologia da informação e comunicações.

O evento é gratuito para gestores públicos. Informações adicionais com Camila Carvalho (f-11-3124-7444, 11-98765-1835, camilacarvalho@momentoeditorial.com.br)

Anterior Orange vende operadora na Armênia
Próximos Faturamento da Cianet cresce 60% no primeiro semestre