Governo extingue a Alcântara Cyclone Space por medida provisória


O governo editou a Medida Provisória 858 para extinguir a empresa binacional Alcântara Cyclone Space, além de decreto regulamentando os trabalhos de inventariança da companhia. O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações ficará responsável pelos procedimentos administrativos relativos à inventariança da extinta empresa, em coordenação com o Ministério do Planejamento. O inventariante indicado é Reginaldo dos Santos.

A ACS foi criada em 2003, em parceria com a Ucrânia, para lançar foguetes produzidos no país do Leste Europeu a partir do CLA (Centro de Lançamento de Alcântara), no Maranhão. A empresa custou mais de R$ 480 milhões aos cofres públicos sem nunca ter lançado um foguete. Um dos problemas enfrentados foi a briga judicial referente a posse do terreno da base de Alcântara, reivindicada por quilombolas.

O governo tenta extinguir a empresa há mais de dois anos, mas encontra resistência da Ucrânia, que ameaça cobrar multa milionária prevista no acordo assinada entre os dois países. A união denunciou o acordo.

Anterior Ministério Público investiga vazamento de dados na Fiesp
Próximos Laércio Cosentino deixa a presidência executiva da Totvs

1 Comment

  1. Claudio Corrêa
    26 de novembro de 2018

    História mal contada.

    Tudo começou com várias tentativas de lançar satélites tds os foguetes explodiram. Um em solo.
    No governo FHC foi cedido o terreno para o governo americano. Eu posso estar enganado, mas nunca soube da restituição do terreno só governo brasileiro.