Governo cria empresa nuclear ligada à Marinha


O governo autorizou a criação da empresa pública Amazônia Azul Tecnologias de Defasa S.A. com o objetivo de promover, desenvolver, absorver, transferir e manter tecnologias necessárias às atividades nucleares da Marinha do Brasil e do Programa Nuclear Brasileiro (PNB), sobretudo a construção do submarino atômico. Vinculada ao Ministério da Defesa, a constituição da Amazul se dará por meio da cisão parcial da Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron), também ligada ao Comando da Marinha.

A nova empresa terá sede em São Paulo e pode participar minoritariamente do capital de indústrias privados. A Amazul terá recursos oriundos de dotações orçamentárias; do Fundo Naval a ela destinados pelo Comando da Marinha; receitas decorrentes da exploração de direitos autorais e intelectuais; recursos provenientes do desenvolvimento de suas atividades, de convênios, ajustes ou contratos e rendimentos decorrentes de sua participação em outras
Empresas.

O quadro inicial de pessoal da Amazul será composto pelos atuais empregados da Emgeprom que desempenhem atividades no âmbito do Programa Nuclear da Marinha (PNM). A empresa poderá abrir filiais no exterior.

Anterior Cade aprova venda de torres da Vivo para American Tower
Próximos Fica para outubro a decisão sobre qualidade da telefonia fixa