Governo chinês investiga contratos de licenciamento da Ericsson


O governo da China abriu uma investigação sobre os contratos de licenciamento firmados entre a Ericsson e companhias locais de tecnologia. O processo foi iniciado após denúncias feitas por fontes não identificadas pelo governo.

A investigação começou semanas atrás. No dia 12 de abril, oficiais chineses fizeram operação de busca e apreensão no escritório da Ericsson em Beijing. A China é o segundo maior mercado da Ericsson no mundo, responsável por 7% das receitas anuais, atrás apenas dos Estados Unidos.

A Ericsson confirmou que está sob investigação e afirmou ao site Mobile World Live que está colaborando. Disse, ainda, que adota como política padrão de licenciamento o modelo FRAND, acrônimo em inglês para termos justos, razoáveis e não-discriminatórios.

A fabricante sueca tem contrato de licenciamento com a gigante local Oppo, uma das cinco maiores fabricantes de celulares do planeta. Também está em jogo a disputa pelo mercado 5G, no qual enfrenta concorrência de Huawei, Nokia e Samsung. O governo chinês quer iniciar a implantação de redes 5G no país até 2020 e ampliar o uso de tecnologia fabricada localmente. (Com agências internacionais)

Anterior Relator emite parecer favorável ao projeto de taxação zero para IoT
Próximos Telecom Italia tenta mudar planos de separação da rede fixa