Governo alemão confirma ciberataque


shutterstock_Andrea Danti_internet_segurancaDesde ontem se intensificaram os rumores de que uma das principais redes de dados do governo alemão teria sido atacada por hackers. Hoje, oficiais do governo confirmaram que foram utilizados sofisticadas ferramentas de software para o ciberataque mas não foram reveladas quais os dados podem ter vazados e de quais áreas. O que se sabe, inicialmente, é que a rede do Ministério das Relações Exteriores, acessadas por diplomatas e membros do governo, teria sido afetada. Há quem aposte que também a infraestrutura do Ministério da Defesa teria sido parcialmente atingida.

A brecha que permitiu o ataque dos hackers é conhecida desde dezembro. Há versões de que não teria sido sanada para que o governo pudesse monitorar os hackers e seus métodos de trabalho.

Baseadas em fontes extra-oficiais, a mídia alemã tem atribuído o ataque ao grupo russo APT 28, ou Fancy Bear. Eles estariam relacionados a uma série de ataques, incluindo nas eleições governamentais dos Estados Unidos em 2016 no qual Donald Trump foi eleito.

Hoje, o comitê parlamentar responsável pelo monitoramento dos serviços de inteligência alemães chamou uma sessão especial para obter informações sobre o acontecido. “Nós sofremos um verdadeiro ciberataque em partes das redes do governo”, disse Armin Schuster, um membro do partido da chanceler Ângela Merkel.Segundo o parlamentar, o governo alemão está tentando manter a situação sob controle.

Anterior STJ repassa para a Justiça Federal caso de compartilhamento ilícito de sinal de TV
Próximos Oi Móvel incorpora a Oi Internet