Google terá de se explicar para o Ministério da Justiça


Após a abertura de investigações na Europa sobre o novo código de privacidade do Google, e o pedido de um senador norte-americano à Comissão Federal do Comércio dos EUA para que realizasse averiguação semelhante, o Ministério da Justiça brasileiro solicitou nesta quinta-feira (8) que a empresa preste esclarecimentos sobre suas novas regras de privacidade.

Em nota, o Ministério diz que a empresa de serviços de internet terá o prazo de dez dias para prestar os esclarecimentos, a contar da data do recebimento da notificação, e seu não cumprimento pode implicar em abertura de processo administrativo. Entre as exigências estão explicações de como foi feito o processo de revisão da política de privacidade, e como a sociedade e os consumidores tiveram a chance de se manifestar sobre as mudanças.

Também foi questionado se há uma alternativa para aqueles que desejam utilizar os diversos produtos, sem que haja uma interconexão de seus dados pessoais entre os diferentes produtos (Gmail, Google +, YouTube, entre outros), segundo a nota. O Google afirmou em janeiro que estava simplificando sua política de privacidade, consolidando 60 diretrizes em uma única que se aplica para todos os seus serviços. (Fonte: Redação com agências internacionais)

Anterior Cisco apresenta solução para construção de nuvens com processador Intel
Próximos Almeida: preferência ao software nacional e inovação no PPB