Google libera o beta do Android Q e lança novos smartphones


21 smartphones, de 13 fabricantes, poderão ser atualizados para a versão preliminar do novo Android Q. Já os smartphones apresentados hoje custam a metade da linha Pixel 3 lançada em outubro de 2018.

O Google lançou hoje, 7, o beta da nova versão do Android, batizada por enquanto de Q. É a décima versão do sistema operacional móvel mais usado em smartphones mundo afora. O software traz novas funções, em linha com inovações presentes nos celulares atuais e futuros.

Por exemplo, traz capacidade de a imagem se ajustar a telas dobráveis instantaneamente, conforme o display é aberto ou dobrado. Traz funções de segurança e recursos de controle de tempo e acesso a aplicativos. Segundo o Google, foram adicionadas 50 novas funções no novo Android.

Segundo o Google, o Android está hoje em uso em 2,5 bilhões de dispositivos. Mas nem todos vão rodar a versão Q. Por enquanto, 13 fabricantes participam do beta, ou seja, permitirão que os donos de alguns de seus modelos (21 no total) atualizem para a versão preliminar do sistema. Entre as empresas estão Asus, Huawei, Sony, Nokia, LG e Xiaomi.

Novos aparelhos

O anúncio aconteceu durante conferência da empresa, nos Estados Unidos, a Google I/O. No evento, a empresa também lançou novos modelos da linha própria de smartphones, chamada Pixel. São dois modelos, o Pixel 3a e o Pixel 3a XL.

As versões têm tela de 5,6 polegadas e de 6 polegadas. Os preços são de US$ 399 e US$ 479 respectivamente, metade da versão anterior do Pixel, lançada em outubro.

Como diferencial, o Google diz que ele traz uma câmera de alta qualidade, com recursos de zoom em alta resolução. É adaptado a processar com maior velocidade os recursos de inteligência artificial da empresa (Google Assistant) e um chip de segurança feito apenas para proteger dados sensíveis.

O aparelho traz ainda funções que os aplicativos do Google não oferece em outros celulares. O Google Maps, por exemplo, exibe informações em formato de realidade aumentada, conforme o usuário aponta a câmera do celular para um ponto a seu redor na cidade. Verizon, T-Mobile, Sprint estão entre as operadoras que venderão o produto por lá.

Os aparelhos usam o chipset Qualcomm Snapdragon 670, têm armazenamento de 64 GB, 4 GB de RAM, câmera traseira com sensor de 12,2 MP, baterias de 3 mil e 3,7 mil mAh.

Anterior Estudo da Ericsson diz que consumidor pagaria 20% mais por serviços 5G
Próximos TIM fecha trimestre com aumento no lucro e nas receitas