Nova versão do Android tem nome de bolacha recheada


Google lançou oficialmente a nova versão do Android com o nome que todos suspeitavam: Android 8.0 Oreo. Sistema é mais rápido, tem melhor gerenciamento de memória, de aplicativos em segundo plano, autonomia de bateria e funções de acessibilidade.

google-android-oreo

O Google lançou hoje, às 15h40, a nova versão de seu sistema operacional para dispositivos móveis, o Android. E seguindo sua tradição de dar nomes ligados a guloseimas doces, batizou o software de Oreo. Sim, o mesmo nome da bolacha recheada.

A empresa não revela, no entanto, o investimento na ação de marketing feita pela fabricante do biscoito. E não é, também, a primeira vez que um produto comercial dá nome ao S.O. móvel. A versão 4.0 do Android recebeu a alcunha de Kit Kat.

O que tem de novo

À parte o lançamento, ocorrido logo após o eclipse solar que tingiu de negro os céus norte-americanos nesta segunda-feira, causando algum estardalhaço, o sistema traz inovações incrementais. Ou seja, na maior parte, tem melhorias que deixam o sistema mais rápido, seguro e estável – diz a empresa.

A Google afirma que o Android 8.0 Oreo é duas vezes mais rápido que seu antecessor, o Android 7.0 Nougat. Isso é perceptível principalmente na hora em que o usuário liga o celular.

Outra funcionalidade acrescentada para acelerar o software é o gerenciamento inteligente de memória. Agora o Android reconhece aplicativos pouco usados, mas que ficam em segundo plano, e limita a memória destinada a eles. Também limita a frequência de envios de localização do usuário em background.

A empresa adicionou também a capacidade de o sistema autopreencher formulários em aplicativos. Atualmente, o recurso funciona apenas no navegador de internet. Passa a ser automático para cadastro ou login em aplicativos presentes no smartphone. Mas o usuário precisa consentir.

O sistema já com um recurso de picture-in-picture, que permite o uso de dois aplicativos simultaneamente. Tal recursos existia apenas para alguns apps, como o Youtube, e foi estendido para todos.

Adições

No quesito segurança, o Google afirma que chegou à marca de 50 bilhões de apps escaneados por dia. O escaneamento busca vírus, conteúdos ou funções que violem as regras de publicação na Play Store e no sistema. A empresa afirma que a plataforma toda ficou mais leve, a ponto de economizar muita bateria. Mas não dá estimativas.

Reformulou (agora são todos redondos) e acrescentou uma nova gama de emojis. Entre os novos emojis, há figuras de maior diversidade, como mulheres executando trabalhos comumente associados com o universos masculino, como solda ou mecânica.

google-android-oreo-emoji

 

O sistema também ganhou novos recursos de acessibilidade. Um botão próprio permite ativar a barra de acessibilidade, que inclui lupa ou comandos acionados por voz. Tem ainda função que amplia o volume dos alto-falantes.

O Android 8.0 Oreo permitirá o donwload de fontes, para que os desenvolvedores e usuários modifiquem a aparência do sistema além das opções que acompanham o software de fábrica. Já virá com suporte a impressoras. Segundo o Google, ele é compatível com 97% das impressoras atualmente no mercado.

A empresa também se debruçou sobre as notificações, fazendo pequenas modificações. Deu mais peso à hora que a notificação foi recebida e mais destaque ao aplicativo que a originou. Acrescentou a função “snoozing”, que permite tirar uma notificação da barra temporariamente. Após um intervalo de tempo pré-definido ela reaparecerá.

Acresntou ainda o recurso Instant Apps, que permite acessar aplicativos sem baixá-los e instalá-los no celular.

Por fim, o novo Android tem ainda um Assistente WiFi que descobre e conecta o celular a redes públicas automaticamente. O Google afirma que faz isso com plena segurança, usando sempre uma rede privada virtual que liga o usuários diretamente aos servidores da empresa, e codifica os dados em trânsito.

A ferramenta de desenvolvimento para o sistema começou a ser liberada para desenvolvedores na semana passada. Mas hoje, todos passaram a ter acesso ao código fonte do sistema. Ele será liberado “em breve” para download nos smartphones Nexus 5X, 6P, Player, Pixel C. Até o final do ano, o novo sistema será usado em celulares dos fabricantes Essential, General Mobile, HMD Global (Nokia), Huawei, HTC, Kyocera, LG, Motorola, Samsung, Sharp e Sony. Essas empresas prometem ou atualizar, ou lançar novos telefones com o Android Oreo.

Anterior Teles querem publicidade de OTT fora da franquia de dados
Próximos Abranet não quer Internet na UIT

2 Comments

  1. 21 de agosto de 2017

    É biscoito.

    • 21 de agosto de 2017

      Grato pela leitura, Bruno. Aceitamos todas as opiniões divergentes. 🙂