Google admite rastreamento não autorizado


O Google alterou em seu site a descrição sobre o funcionamento do sistema de localização, informou hoje, 17, a agência AP. O Google admite agora que vários aplicativos e sites armazena dados de localização do usuário, mesmo que o Histórico de Localização estiver desativado.

A empresa agora diz que “alguns dados de localização podem ser salvos como parte de sua atividade em outros serviços, como Pesquisa e Mapas”. Antes, a mensagem dizia: “Com o Histórico de Localização desativado, os lugares que você vai não são mais armazenados”.

Anterior MCTIC contrata a Gartner e Planejamento a Coppetec para apoio em TICs
Próximos Anatel marca nova audiência pública sobre plano de redes