Globo coloca CDN dentro do data center da Angola Cables, em Fortaleza


António Nunes, CEO da Angola Cables, durante o evento de lançamento da pedra fundamental do data center
António Nunes, CEO da Angola Cables, durante o evento de lançamento da pedra fundamental do data center

O Grupo Globo contratou o Angonap Fortaleza, data center da Angola Cables situado na capital cearense, para ser um de seus pontos de entrega de conteúdo (CDN, na sigla em inglês). O objetivo é agilizar a entrega de programação para o Nordeste e Norte do país, além de recorrer aos cabos submarinos que chegam ali para enviar vídeos a outros países.

“Com este ponto de distribuição os conteúdos da rede Globo passam a ser distribuídos para o mundo de uma forma mais eficiente. Ainda é possível estar mais perto dos Estados Unidos, África e a Europa. Com isso, esperamos um aumento da demanda do grupo, com o crescimento da distribuição na África”, diz Mauricio Kilikrates, Gerente de TI Corporativo e Redes do Grupo Globo.

As empresas não revelaram valores nem validade do contrato. “O que estamos a oferecer nesta parceria é uma forma mais eficiente para a distribuição dos conteúdos para outros continentes. Vamos aproximar os conteúdos produzidos e distribuídos pelo Grupo Globo dos usuários que ficam do outro lado do mundo”, diz António Nunes, CEO da Angola Cables. O Angonap é o primeiro ponto da CDN da Globo localizado fora do eixo Rio-São Paulo. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Santos: Big Data e Analytics transformam Telcos em empresas de dados
Próximos "Indenização de bem, só se for necessário para o serviço", afirma presidente da Anatel