GetNet fornecerá solução de pré-pago para joint-venture da Telefônica com a Mastercard, MFS


 

A GetNet informou nesta sexta-feira (12) o estabelecimento de uma parceria com a MFS (Mobile Financial Services), joint-venture para pagamentos móveis da Telefônica International com a MasterCard Worldwide, para ser fornecedora da solução de recarga de pré-pago no serviço de pagamento móvel vinculado à linha de celular Vivo. A previsão inicial da MFS era lançar o serviço este mês e ter 200 mil clientes ativos até o final de 2013.

A solução de recarga da GetNet, em parceria com a MFS, será implementada no final deste mês nos POS (Point Of Sale) da rede GetNet. A versão para TEF entrará em funcionamento ainda em 2013. Ao final da implantação deste novo produto, o cliente poderá inserir créditos na sua conta pré-paga nos 400 mil estabelecimentos comerciais credenciados GetNet, presente em todo território nacional, e com forte presença nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Os pontos de venda credenciados da GetNet também serão usados para a oferta de cartões de débito pré-pago MasterCards. Com ele, os clientes poderão realizar pagamentos e compras em mais de 1,8 milhão de estabelecimentos conveniados MasterCard e saques em caixas eletrônicos da rede Cirrus. A GetNet será responsável pela logística e venda dos cartões junto aos estabelecimento credenciados. Tanto a conta, quanto o cartão não possuem taxa de manutenção ou anuidade. Todas as tarifas cobradas do cliente pré-pago serão revertidas em bônus de créditos (minutagem) no celular Vivo pré-pago.

A princípio, cinco cidades paulistas irão usufruir do serviço em caráter experimental, a partir de maio de 2013: Guarulhos, Mogi das Cruzes, Jundiaí, Sorocaba e Osasco. A estimativa é que a MFS atinja a cobertura nacional até 2014.

O foco da MFS é atender as necessidades da população desbancarizada brasileira com soluções de transferência de recursos entre pares, além de pagamento de contas sem necessidade de abertura de conta corrente. Segundo o Banco Central, existem 50 milhões de brasileiros sem conta bancária e que realizam suas compras e pagamentos somente em dinheiro. A oportunidade para operadoras estaria na alta penetração dos serviços de telefonia móvel: estima-se que 80% da população tenha um celular. (Da redação)

Anterior Operadoras fecham acordo para cobertura de telefonia móvel nos estádios da Copa das Consfederações
Próximos Claro, Embratel e NET iniciam o processo de fusão para o braço da concessionária