furukawa brasil diretoria broadband trade show 2015 telesintese

Da esquerda para a direita: Nelson Saito, Paulo Zafaneli, Hiroyuki Doi, Foad Shaikzadeh (CEO), Hélio Durigan e Celso Motizuqui, o comando da Furukawa no Brasil

A Furukawa vai criar uma plataforma virtual para facilitar a negociação com pequenos provedores em todo o mundo. O site da , fornecedora de fibra, cabos e soluções ópticas deve entrar no ar no Brasil no segundo semestre de 2016. Além dos produtos físicos, a empresa vai oferecer projetos e serviços de engenharia.

“O portal vai permitir que qualquer provedor desenhe sua rede e escolha condições de financiamento”, explica Foad Shaikhzadeh, presidente da empresa no Brasil. O e-commerce será lançado também no resto do mundo, mas somente em 2017. A intenção é criar uma página para cada país, localizando o conteúdo e oferecendo formas de financiamentos praticadas localmente. O anúncio foi feito durante o Broadband Conference Trade Show, evento realizado em Foz do Iguaçu de 25 a 28 de novembro, e que reúne ISPs de 12 países.

Segundo Shaikhzadeh, a venda dos serviços de engenharia segue a estratégia da Furukawa de se tornar uma empresa menos dependente das commodities, com maior capacidade de se diferenciar dos competidores em fibra, cabos e equipamentos. “Hoje, 50% da nossa receita na América Latina vem da venda de soluções. Nos próximo cinco anos, esperamos que isso alcance três quartos das vendas”, diz.

O lançamento do portal faz parte de uma reestruturação da empresa, batizada de Furukawa 360. Com a iniciativa, a Furukawa pretende se antecipar a tendências que devem se consolidar até 2020. A empresa deverá focar no desenvolvimento, interno ou em parceria com instituições de pesquisa e universidades, de produtos e serviços ponta a ponta, produzidos no Brasil. Cada vez mais vai investir na criação de soluções para internet das coisas, data center, redes 4G e 5G, redes de fibra e smartcities, automação doméstica e banda larga por FTTx.

*O jornalista viajou a convite da Furukawa