Fundos de pensão e Citigroup assumem controle integral da Brasil Telecom


 Em comunicado ao mercado, a Techold, holding que controla a Solpart, que por sua vez controla a Brasil Telecom, informou ontem que adquiriu a totalidade das ações da Solpart Participações, detidas pela Brasilco S.r.1. Ou seja, os atuais controladores da operadora, Citigroup e fundos de pensão, compraram as ações de controle da Telecom Itália, assumindo, …

 Em comunicado ao mercado, a Techold, holding que controla a Solpart, que por sua vez controla a Brasil Telecom, informou ontem que adquiriu a totalidade das ações da Solpart Participações, detidas pela Brasilco S.r.1. Ou seja, os atuais controladores da operadora, Citigroup e fundos de pensão, compraram as ações de controle da Telecom Itália, assumindo, assim, a integralidade  da operação da concessionária de telefonia fixa que atua na região Centro/Sul do país.

Conforme o jornal Valor Econômico, para exercer o direito de preferência na compra dos  38% das ações que a Telecom Itália possuia na Solpart os fundos e o Citigroup pagaram US$ 515 milhões, conforme acordo firmado no dia 18 de julho.

Com esse negócio, fica extinto o acorto de “put” firmado entre os fundos de pensão e o banco norte-americano, há cerca de dois anos, no qual os fundos de pensão se comprometiam a pagar mais de US$ 1 bilhão pelas ações do Citigroup. Esse acordo foi fechado quando os dois grupos fizeram a aliança para a destituição do banco Opportunity da administração das empresas.

Por determinação da Anatel, a Telecom Itália já havia transferido suas ações da Solpart para um fundo fudiciário, administrado pelo Credit Suisse. A operadora italiana teve que sair das decisões da operadora fixa através da transferência de suas ações para evitar a sobreposição das licenças de telefonia móvel entre a Brasil Telecom e a Tim.  

( Da Redação ) 

Anterior Gradiente e Brightstar fecham parceria para celulares
Próximos Europa pode regular preço de banda larga