Fornecedor ideal de IoT ainda é uma incógnita para executivos brasileiros


Estudo IoT Snapshot, da PromonLogicalis, mostra que integradores são os mais cotados, seguidos de empresas de TI e de sensores

1954-1013-A1994-720x320

Ainda em estágio inicial no Brasil, a Internet das Coisas é considerada por muitos executivos brasileiros como uma evolução das tecnologias de automação industrial, incluindo telemetria, M2M (machine-to-machine) e RFID (identificação por radiofrequência). Em menor escala, há ainda os que têm a percepção de que se trata de um conceito que representa inovação e melhor experiência do cliente, com aplicações mais disruptivas.

 

Leia mais no Inovação nas Empresas.

Anterior PDT e PT dirigem comissão que analisa MP da EBC
Próximos Oi lança projeto para revitalizar espaços públicos do Rio de Janeiro