Finep apoiará projetos para celulares LTE, banda larga e cidades digitais


Dispositivos para celulares 3G/LTE, display flexíveis, plataformas para cidades digitais estão entre os projetos das empresas selecionadas pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), do Ministério da Ciência e Tecnologia, para análise de mérito da Seleção Pública da Subvenção Econômica 2009. Na área de Tecnologias da Informação e Comunicação, foram contempladas preliminarmente mais de 40 empresas. A …

Dispositivos para celulares 3G/LTE, display flexíveis, plataformas para cidades digitais estão entre os projetos das empresas selecionadas pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), do Ministério da Ciência e Tecnologia, para análise de mérito da Seleção Pública da Subvenção Econômica 2009. Na área de Tecnologias da Informação e Comunicação, foram contempladas preliminarmente mais de 40 empresas.
 
A chamada pública do programa Subvenção Econômica de 2009 recebeu 2.558 projetos. Este ano, serão concedidos R$ 450 milhões em recursos não-reembolsáveis, divididos entre as seis áreas estratégicas. Cada uma dispõe de R$ 80 milhões para apoiar projetos inovadores, com exceção da área de Desenvolvimento Social, que conta com R$ 50 milhões.
 
Cada projeto foi avaliado em cinco critérios: grau de inovação da proposta; efetividade do projeto na solução dos problemas; impacto no mercado; viabilidade técnica e financeira e capacitação técnica da equipe executora. Veja a lista completa no site do MCT (www.mct.gov.br).
 
As avaliações individuais de todos os projetos inscritos na Seleção Pública estarão disponíveis no site da Finep a partir de 24 de julho. As empresas que não tiveram as suas propostas aprovadas na análise de mérito terão prazo até o dia 5 de agosto para a apresentação de recursos. A divulgação do resultado final acontecerá após o julgamento dos recursos e a análise da adequação dos orçamentos inicialmente apresentados pelas empresas. Também haverá uma redistribuição dos recursos por área, conforme previsto no edital. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Liminar obriga Oi a aceitar pedido de cancelamento em lojas
Próximos Celulares brasileiros enfrentam protecionismo latinoamericano